Buscar
  • Julia Scheibel

Sem rumo

Às vezes, não se sabe ao certo

Porque o belo é corroído

Pela impulso, pelo insulto

Compreende que nem sempre em frente

É o percurso que se espera andar

Às voltas, os novos rumos,

São encontros incertos, de certo…

Envoltos de sonhos, abstratos

Uma confusão, de fato!

Nem se sabe, ao certo (ou errado)

Qual rumo

A se tomar.

2 visualizações

©2019 por Júlia Scheibel. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now